07 setembro 2006

Jean Jacques

Quando chegou era um atleta por excelência. Quando saiu era o melhor estrangeiro que alguma vez jogou em Portugal.
Grande defensor, excelente ressaltador e uma enorme capacidade de marcar pontos. Pontos fracos? Apenas um, a cabeça. De vez em quando entrava em curto circuito e desaparecia do jogo ou fazia 3 faltas seguidas. Isto foi mais notório nas duas últimas épocas ao serviço do Benfica.
Costuma-se contar uma história em que a determinada altura o Tim Shea quis livrar-se do Jean Jacques. Desistiu quando lhe disseram que ele poderia ter toda a razão do mundo mas que a sair alguém seria ele e não o jogador.
Era acima de tudo um jogador espectacular. Grandes afundanços, grandes abafos, ressaltos impossíveis. Um predestinado que teria jogado em qualquer equipa do mundo!
Nesta foto de mais um folheto promocional das competições europeias podemos vê-lo a fazer um afundanço contra o sportem.

1 comentário:

ClearedForTakeOff disse...

e a vitória sobre espanha nos jo de 92?

Pena ter jogado no limoges e unicaja já em fim de carreira