06 outubro 2006

A linha de 3 pontos

Quando se vencem 99% dos jogos as discussões derivam para assuntos pouco importantes. Lembro-me que havia uma corrente que defendia que o surgimento da linha de 3 pontos havia limitado o Carlos Lisboa.
Limitado no bom sentido, porque ninguém queria que ele deixasse de lançar de 3 pontos. Diziam eles que a percentagem de lançamento de 2 pontos do Lisboa era altíssima e que por causa dos triplos o seu jogo e o do Benfica limitava-se a encontrar soluções para o libertar. Diziam também que a sua técnica individual era desaproveitada pois cada vez que penetrava para o cesto fazia coisas mirabolantes mas eram raras as vezes em que o tentava.
Eu discordo da tese da limitação do jogo. Concordo com a avaliação técnica.
Nesta foto podemos vê-lo a concretizar 2 pontos (com 75% de certeza) frente ao Estrelas da Avenida.

2 comentários:

slb disse...

eu penso que hoje os jogos perdem-se e ganham se por causa dos pontos da linha de lance livre .

abraços

Paulo Ramos disse...

Com Kenny Turner (com passagens por Oliveirense e Ovarense) a tentar o desarme e Ken Wilson (com passagens por Sangalhos e Atlético) a ver a jogada.